quarta-feira, 24 de junho de 2009

Isso não pode continuar

"Constatar o insuportável: esse grito serve para alguma coisa! ao me significar que é preciso sair disso, de qualquer maneira, instalo em mim o teatro marcial da Decisão, da Ação, da Saída. A exaltação é como o lucro secundário da minha impaciência: me alimento dela, nela me afundo. Sempre "artista" faço da forma um conteúdo. Ao imaginar uma solução dolorosa (renunciar, partir, etc), faço vibrar em mim a exaltada fantasia da saída: uma glória de abnegação me invade (renunciar ao amor, não à amizade,etc) e esqueço logo aquilo que seria preciso sacrificar: simplesmente minha loucura - que, por estatuto, não pode se constituir em objeto de sacrifício: já viu louco "sacrificando" sua loucura por alguém? Por enquanto só vejo na abnegação uma forma nobre, teatral, o que equivale a rete-la no abrigo do Imaginário."

R. Barthes

Não tenho o que acrescentar ao que Barthes diz tão claramente, e estou com este texto me rondando a cabeça, então resolvi posta-lo, porque seja em questões amorosas ou de trabalho, de amizade, de doença, seja qual for, a mente é invadida por tantas questões, tentando controlar os perigos, evitar a dor que enlouquece e fica remexendo nos acontecimentos, resignificando, tentando encontrar outra saída que não seja a dor.

8 comentários:

Princesa disse...

O que faz de uma amizade especial não é a quantidade de tempo que ela existe, mas sim as partes que a compõe!
um beijo

angela disse...

obrigada pela visita
beijo

Angela Guedes disse...

Oi Angela, conheço muito bem essa sensação...
Beijinhos
Ângela

AFRICA EM POESIA disse...

Para ti...

Grão de areia


Grão de areia…
É nada…
Perdido na areia…
Areia imensa…
Areia sem fim…
Imensa e muita…
….
O grão…
Pequenino…
Não é mesmo nada…
Mas…

Se o grão…
E outro grão…
Resolvem unir-se…
Um…dois…três …
E todos juntos…
Aí…conseguimos ver…
Que o grão…
Afinal é mesmo grão…



Lili Laranjo

Princesa disse...

Hoje passo aqui mesmo rápido estou muito cansada me perdoe.

"Para falar ao vento bastam palavras. Para falar ao coração, é preciso obras.
um beijo

angela disse...

Oi Angela
Fazer o que?
Viver o que a vida nos apresenta...
beijo

angela disse...

Lili
Muitas vezes o grão areia parece imenso.
Obrigada por me lembrar que um grão de areia é só um grão.
Beijo

angela disse...

Princesa
Muito gentil, você passar por aqui para da um oi, mesmo cansada.
um bom descanso
Beijo