terça-feira, 25 de agosto de 2009

UM CORPO (parteV)

O beijo foi bom, bom demais, doce, longo. muito longo. O tempo entrou em outra cadencia, não havia mais hora que pudesse marca-lo. Em algum momento pararam, afastaram-se e seus olhos brilhavam e sorriam um para o outro, sem palavras que coubessem no momento. Foram recuperando o fôlego e na medida que as batidas do coração se acalmavam o tempo foi encontrando suas horas e perceberam que algo muito especial estava acontecendo.
O medo de se separarem ficou opressivo. O que aconteceria depois? Com que sentimentos acordariam?
Ficaram se olhando de mãos dadas e nenhum fazia menção de ir embora. Dois rapazes atravessaram a rua perto do carro e Marcos prestou atenção neles, não queria ser surpreendido por um assalto e percebeu que estavam se arriscando dentro de um carro parado aquela hora da noite. Falou com Vera sobre seu receio e ela achou que o melhor era cada um ir para sua casa e no dia seguinte se veriam, O beijo de despedida foi rápido para evitar o arrebatamento anterior.
Vera entrou em casa e foi para seu quarto, recostou-se na cama e ficou mergulhada num turbilhão de sentimentos e pensamentos, demorou muito para dormir, nem percebeu quando pegou no sono, dormiu com a roupa que estava, recostada na cama. Acordou no horário de sempre, meio dolorida e agitada. A angustia tinha dado as mãos para sua felicidade.
Foi para a faculdade, chegou um pouco atrasada, pediu licença para o professor e entrou. O coração batia forte, viu Marcos sentado no lugar de sempre, sorrindo, parecia aliviado. Sorriu para ele e enquanto entrava na sala de aula o mundo sumia,, não via nada nem ninguém, só os olhos e o sorriso de Marcos.
Sentou-se em sua carteira antes que as pernas lhe faltassem e suspirou aliviada.tentou prestar atenção no que o professor dizia, não deu. Ficava pensando no ex namorado e na cicatriz, precisava conversar logo com Marcos, não queria passar outra situação como aquela e se tivesse que recuar, quanto antes melhor.
Intervalos, final das aulas, carona de Marcos para casa, os amigos perceberam que algo acontecia ali, brincaram com os dois e Vera, bem Vera não conseguiu conversar naquele dia, queria viver um pouco aquilo tudo apesar do receio que não deixava de espreitar e incomodar o tempo todo, como uma etiqueta de roupa que fica penicando a pele.
Os dias foram passando e Vera não falava nada, Marcos percebia que alguma coisa estava enroscada, só não sabia o que, as vezes duvidava dos sentimentos de Vera, ficava inseguro e tinha vontade de não gostar tanto dela, mas não tinha jeito, gostava e pronto. Vera também estava cada dia mais apaixonada e angustiada. Chegou um momento que não conseguia mais aplacar a duvida e resolveu conversar.
Num domingo a noite após irem ao cinema Vera convidou Marcos para tomar um café em sua casa, enquanto saboreavam o café Vera começou a contar sobre o primo, sua doença, a cirurgia, a morte do primo, e o fim de seu namoro, contou da cicatriz e a mostrou.
Marcos ouviu tudo e foi ficando profundamente emocionado, foi sendo inundado por uma ternura e uma compaixão como nunca lhe havia acontecido. Quando viu a cicatriz tão grande marcando o corpo de Vera não se conteve, puxou-a e beijou toda cicatriz, depois abraçou-a, era tudo que dava para fazer com aquela emoção tão intensa que tomou conta dos dois. Vera suspirou aliviada.
(pintura de Maria Helena Abramo)

36 comentários:

A Magia da Noite disse...

o beijo tem um poder que vai muito além do próprio prazer.

Conceição Duarte disse...

Angela, tem coisa melhor que um beijo de amor?
Obrigada por sua visita.
CON

Humana disse...

Olá Angela,
não conheço as outras partes do conto que lerei mais tarde.
Também considero que por vezes há gestos que bastam para nos tranquilizar e um beijo de amor num momento de dor e angustia é maravilhoso.
Beijinhos e obrigada pela presença e comentários lá no blog. Deixei uma explicação para si sobre os problemas do Gonçalo.Ele tem 9 anos e não 3.

Princesa disse...

Obrigado pela visita

Cada vida é sensível ao amor.
Mesmo as coisas inanimadas como as flores,
que não têm consciência,
compreendem se você as ama ou não.

um beijo

Jonuel disse...

Que beleza.
Como faço para ver de novo aquele seu selo? Perdi de vista, estava na Libia quando vc me enviou..rsrsrs
Jonuel

angela disse...

Magia
O beijo resolve muita coisa mesmo.
beijo

angela disse...

CON
Só outro beijo..rs
beijo

angela disse...

Ana
Um beijo fala mais que mil palavras.
beijo

angela disse...

Princesa
Obrigada pela visita
beijo

angela disse...

Jonuel
Seu selo é o mouse de ouro e está em postagens mais antigas.
beijo

tertulías disse...

o beijo... o beijo... que coisa mais bonita...

Norma Villares disse...

E eu também suspirei aliviada. Hummmmmm, este beijo foi bom demais!!!!!!!!! Amei Silvia! Beijinhos

AFRICA EM POESIA disse...

angela
a brincar também se dizem "coisas".
para ti um beijo

QUE que esta sema seja excelente

angela disse...

Ricardo
beijar é bom demais.
beijo

angela disse...

Norma
Foi bom mesmo.
beijo

angela disse...

Lili
Verdade, diz-se muitas coisas brincando.
beijo

Eliane Jany Barbanti disse...

Oi Angela, tem que dividir seu peso por 450 e tirar o zero da frente do resustado. Por exemplo 68Kg dividido por 450g =0,151; resutado 150

angela disse...

Oi Eliane
Obrigada
beijos

Peregrina da Luz disse...

A vida só tem sentido se for acompanhada de magia. A sensibilidade ao amor, é amadurecimento espiritual. Paz e luz!

angela disse...

Peregrina
Tem toda razão.
obrigada pela visita.
beijos

Antonio Caldas Coni Neto disse...

Olá Angela,
Agradeço o comentário e as palavras de carinho e compreensão. Obrigado pela visita. Passa lá de vez em quando.
Um Beijo Grande,
Antonio.

TRIBUNA-BRASIL.COM (O Indignado) disse...

Oi ÂNGELA, O beijo foi bom, bom demais, longo e doce. Mas doce mesmo é o prêmio que ganhastes. O Tribuna Brasil agaurda sua visita.Abrç( O INDIGNADO).

Stella Tavares disse...

Angela, quando estava embalada,sendo levada pelas emoções que você vai norteando chego ao final e como gostaria de continuar lendo. Achei incrível a forma como ele beijou a extensa cicatriz. Você sabe como conduzir os leitores.
Adorei.
Bjs.

Na. disse...

Ah, um beijo tem muitos poderes, mas o de mais força e intensidade é o beijo de amor... não é à toa que acordava princesas de sonos profundos! rs
Xerus
=***

angela disse...

Antonio.
Obrigada pela visita e irei em seu blog muitas vezes.
abraços

angela disse...

Indignado
obrigada pelas palavras e pelo premio.
abraços
Angela

angela disse...

Stella
Obrigada, fico contente que tenha gostado.
beijos
Parabéns pelo livro.

angela disse...

Na
O beijo de amor acorda cada coisa na gente...
abraços

manuel marques disse...

O beijo é uma forma de diálogo.

Abraço.

angela disse...

Manuel
Muitas vezes mais eloquente que qualquer palavra.
beijos

Hod disse...

Aloha querida e amável Angela!!

Emocionalmente comovido!! Um roçar de pele, um roçar de lábios!! No beijo profundo o êxtase!!

Aprecio bastante suas visitas, e escreves maravilhosamente Vera!!

Alôha com muitas benção para um excelente final de semana!!

Hod.

angela disse...

Hod
Obrigada, você é de Veras! gentil.
beijos

Anjo azul disse...

Para mim o poder de um beijo,
Para os que o sentem e aclamam;
É a "ponte" do desejo
Entre duas bocas que se amam.

Bom Domingo
Bjs
Anjo azul

angela disse...

Anjo Azul
Uma ponte e tanto se puderem transpo-la.
beijos

Karina disse...

Lindo demais!

Bastou um beijo para que as duas cicatrizes de Vera (uma no corpo, outra no coração)sumissem de sua preocupação. O verdadeiro amor nos aceita exatamente do jeito que somos.

Parabéns pelos textos envolventes e cativantes! São realmente ótimos e me identifico demais com eles!

Beijos!

angela disse...

Karina
Que bom que gostou. obrigada pelos comentários.
beijo