terça-feira, 1 de setembro de 2009

Belo Dia


Num lindo dia
o alivio no peito
um nó desfeito.
Enche de alegria
um coração refeito,
satisfeito,
com a batida solitária
de seu viver.

32 comentários:

AFRICA EM POESIA disse...

angela


Minha amiga...

É mesmo um belo dia


Senta e toma um bom café comigo


SENTO NO CAFÉ


Entro no café...
Sinto o seu aroma...
Saborei-o e sinto...
As plantações...
O bago...
A magia...
E continuo a saborear
E a sentir-me feliz...

LILI LARANJO

Selena Sartorelo disse...

Olá Angela,

Uma linda fotografia pintada com poesia.
Com razão esse é mais um lindo dia.

beijos

manuel marques disse...

Todos os dias, a nossa vida recomeça de novo ...

beijo querida amiga.

.Lis disse...

A primavera chegando,Angela prá alegrar nossos corações e colorir nossos dias de cores quentes.
Abraços

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

Ângela, com o frio costumeiro de Sampa,só mesmo esperando a primavera com poesias. PARABÉNS, p/ novos efeitos do blog.Abrçs.

Victor Gil disse...

Querida amiga Ângela.
Este dia já é mais belo do que o anterior. Com estas cores de Outono só pode ser mesmo belo. Adoro as cores do Outono. É a minha estação favorita.

É Outono que fecunda a Natureza.
É ele o seu amante
e a sua dor.
É ele que lhe derrama
o semén da fertilidade e do amor.

Beijos
Victor Gil

Sassá Luz disse...

Os nós do coração dissolvidos. É Bom!!! Abraços

angela disse...

Lili
Tomaremos esse café agora assim e algum dia frente a frente.
beijos querida

angela disse...

Selena
São Acacias, uma árvore linda mesmo.
beijos

angela disse...

Manuel
Sim, um dia por vez para viver.
beijos

angela disse...

Lis
Tudo ficando mais bonito.
beijos

angela disse...

Victor Gil
O outono tem lindas cores por ai.
Seu poema é muito lindo como todos que escreve.
beijos

angela disse...

Momentos
Que bom que gostou, um amigo me auxiliou. Ficou bom né?
beijos

angela disse...

Sassa Luz
è bom demais.
beijos

Dalva M. Ferreira disse...

Uia!

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá Angela bom dia:

Lindo post este com esta linda imagem garrida como que uma força da natureza nos faça renascer de uma luz brilhante e cristalina.

E assim, neste lindo dia um coração refeito se enche de alegria solitáriamente mas, no rosto ficará estampada essa batida solitária para quem a possa ver e entender que dentro de nós, aquilo que parece ser por vezes é diferente na emoção que se sente.

O dia quando é pesado
Acaba com nostalgia
Mas quando ela se desfaz
Bate coração, que alegria..

Bjos, e felicidades no novo dia que a cada raiar do Sol, ele te encha de alegria.

angela disse...

Dalva
beijos

angela disse...

Aqui-Ali-Acolá
Como posso chama-lo?
Adorei seus comentários e seu poema é muito lindo.
Obrigada por deixa-lo aqui
beijos

PCR disse...

Lindo!!!
Adorei...
beijos

Norma Villares disse...

Nó desfeito alívio no peito, no corpo, e no espírito. Melhores abraços

A Magia da Noite disse...

por vezes a solidão de um dia permite-nos olhar o Sol de uma forma diversa, mais clara e brilhante que outro dia qualquer.

Danielle disse...

Oie, Angela!!

Que bom que você gostou do vídeo! Obrigada pelas suas visitas e comentários. Eu adoro as suas poesias e as imagens lindas que você coloca no blog!

Bjinhos
Dani

angela disse...

PCR
Obrigada, não achei seu blog.
Gostaria de visita-lo.
beijo

angela disse...

Norma
Abraços muito melhores..
beijos

angela disse...

Magia
O contraste, os antagonismos nos ajudam a ver e discriminar melhor os dias e os sentimentos.
beijos

angela disse...

Dani
Temps algo em comum, além da cor do site, eu gosto dos seus post e você gosta do meu.
beijos

Antonio Caldas Coni Neto disse...

Olá Ângela,
Agradeço a visita e o comentário no blog.
Verdade. Temos que aproveitar ao máximo o que podemos ter no momento.
Sinto afinidade aos textos de Pierre Weil, e naquele especialmente penso que ele ressalta a necessidade de, primeiro, encontrarmos o nosso Ser interior amoroso para em seqüência poder experienciar uma união amorosa em sua plenitude. E, ainda sobre tema, Jean Yves Leloup coloca que se observássemos as nossas atitudes em nossas relações e fôssemos sinceros, talvez seria mais verdadeiro dizer ao parceiro ou parceira "ainda não te amo, mas eu chego lá". Pois, para amarmos o outro é necessário estar amando a nós mesmos primeiro a partir da consciência plena do nosso Ser amoroso e afetivo. Isto pode às vezes parecer um pouco distante, mas não seria esta a nossa direção, a nossa aventura interior e que nos traz a plena realização e felicidade? Por que não? E como é importante neste caminho desfazer os nós no peito e um coração refeito para chegarmos lá. Bela poesia. Agradeço. Estamos a caminho.
Um grande beijo do amigo,

angela disse...

Antonio
Obrigada pela visita e pelos comentários tão bonitos e ricos. Tomara estejamos, pois concordo com você que este talvez seja o sentido da vida, aprender a amar.
um beijo amigo

Chica disse...

Já o fato do coração bater no peito, torna o dia lindo!beijos,tudo de bom,chica

angela disse...

Chica
O coração bater no peito é essencial e sem duvída motivo de alegria.
beijos

Karina disse...

Um nó desfeito deixa o caminho livre para o amor e com isso o dia torna-se lindo.Parece que passamos a ver o nosso interior refletido na natureza.

Beijos

angela disse...

Karina
Um nó desfeito é sempre um caminho que se abriu.
beijos