terça-feira, 20 de outubro de 2009

CHUVA CRIADEIRA



Ranhuras em minha pele
O seu corpo desenhou.
Fui a terra roxa,
Que a chuva criadeira
Plantou.
Numa brincadeira
Virei canteiro.
No inverso da rega
Minha carne rompeu
A flor nasceu

(Rosa Meditativa - Dali)

52 comentários:

Chica disse...

Linda e profunda poesia!beijos e um lindo dia,chica

Tatiana disse...

Maravilhas que só o amor consegue fazer germinar.
Linda demais as suas palavras!
Um beijo carinhoso

Beta disse...

Lindo poema!

bjkas

Selena Sartorelo disse...

Olá Angela...

O que pensamos saber e só temos essa certeza quando o sentimento nasce.

beijos

Karina disse...

Adorei o poema!

São poucos os que conseguem fazer com que uma flor nasça de dentro de nós.

Beijos!

Elaine dos Santos disse...

Vida!!! em poucas palavras, explosão de vida!
parabéns :)

Claudio Kezen disse...

Que belo poema, Angela. Obrigado pela sempre amável e bem vinda visita no meu espaço. Bjs.

tertulías disse...

Angela, desta vez meus olhos ficaram húmidos (com ou sem "h"? em Portugal "com" - acabei de ler Eca de Queirós.... e aí no nosso país?). Obrigado querida!

manuel marques disse...

"Conseguimos encontrar tantas dores quando a chuva cai."

Beijo querida amiga.

Bia Mendonça disse...

Olá Angela!

Além de livros, também gosto muito de poesias!

bjs

angela disse...

Chica
Obrigada.
beijos

angela disse...

Tatiana
Bom receber sua visita.
beijos

angela disse...

Beta
Obrigada pelo comentário.
beijos

angela disse...

Selena
Tem que nascer pra ver o que é.
beijos

angela disse...

Karina
Você tem muitas flores.
beijos

angela disse...

Elaine
Obrigada pelo comentário
beijos

angela disse...

Claudio
ocê tem um trabalho bonito, isto não é gentileza é reconhecimento.
obrigada
beijos

angela disse...

Ricardo
Você é sensivel e acho isso tão bom!
Sua pergunta também era a minha...rs agora entendi a confusão que me vem a cabeça, no Brasil é umido em Portuga é Humidade, fui pesquisar.
beijos

angela disse...

Manuel
Muitas mesmo.
beijos

angela disse...

Bia eu também.
beijos

.Lis disse...

Angela
Essa chuva que cai dentro de nós ,nao será lágrima mas uma flor que germinará!
gostei muito.Adoro ver o progresso de mais uma poeta!
Parabéns.
com abraços

angela disse...

Lis
Você é muito gentil, obrigada pela leitura e pela bondade do comentário.
beijos

Norma Villares disse...

Só a criatividade consegue germinar.
Angela poeta na linda brindeira de harmonizar letrinhas.
Muitas bençãos para sua vida de flor... exale perfume
Abraços poéticos

A Magia da Noite disse...

com o sol da alma e a chuva das lágrimas sempre um flor brota num coração apaixonado.

angela disse...

Norma
Brincando somente.
Obrigada.
beijos

angela disse...

Magia
O importante é manter o coração apaixonado.
beijos

Cadinho RoCo disse...

Que celebremos o florescer sentido pelo corpo sensível ao agir do amor.
Cadinho RoCo

angela disse...

Cadinho
É isso mesmo.
beijos

AFRICA EM POESIA disse...

A vida é assim
Os precipicios são constantes...temos que estar atentos
Um beijo.

Clotilde S. disse...

Belíssimo poema, Angela!

Deixo umbeijinho agradecendo as suas visitas e a sua grande partilha.

Clo

Renato Fierce disse...

É necessário se machucar para nascer uma rosa, neh?

angela disse...

Lili
Muita atenção é necessária
beijos

angela disse...

Clotilde
Obrigada pela visita
beijos

angela disse...

Renato
Acho que sim.
beijos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Lindo! Eis o milagre da vida.
A poetisa está sempre poetizando com suas palavras harmoniosas.

Bjs.

angela disse...

Regina
Você é generosa no seu comentário.
beijos

Aqui - Ali - Acolá disse...

Angela

Lindo poema de vida, onde a magia das palavras é a magia de quem as escreve.

Imagem bela que se alia ao poema num uníssomo tom de pedestal.

Parabéns amiga 5***** para si lhe dou.

Bjos, felicidades no raiar de novo dia.

angela disse...

Aqui-Ali-Acola
Obrigada pelas palavras, me deixam feliz.
beijos

Daniel Costa disse...

Angela

Como tudo em Dali, também o pequeno poema, deve ser lido e meditado.
Interessante mesmo. Com a própria rosa formam um post atrente.
Beijos,
Daniel

Sassá Luz disse...

Lindo, tudo no momento certo, desabrocha.
abraço

Eliane Jany Barbanti disse...

Mas que linda poesia Angela!!! Quanta sensiblilidade!!!Você merece muito mais que o selinho este blog é um sonho, minha linda!!
Um beijo no coração.
Eliane

Mariana disse...

Angela, agradeço o teu carinho, tuas palavras e tua visita, sempre valiosa e nesta semana foi mais q especial.
Sou muito grata.
Tu estás no meu coração.
beijos

missosso disse...

"fui a terra roxa/que a chuva criadeira/plantou" -- isso é coisa muito fina, poesia de lavor, de rega, espera e plantio que soube adiar suas flores!

Silvia disse...

oi angela, que lindo... e intenso! bom demais sentir o sentimento brotando e desabrochando... bjo gde!

angela disse...

Daniel
Descobri á pouco o quanto gosto de Dali. Obrigada pela gentileza.
beijos

angela disse...

Sassa Luz
obrigada por ter vindo.
beijos

angela disse...

Eliane
Obrigada querida, pelo selinho e pelas palavras.
beijos

angela disse...

Mariana
Alma boa a sua.
beijos querida

angela disse...

Missosso
Tem que saber esperar os tempos da vida.
beijos

angela disse...

Silvia
É bom sim.
beijos

Lau Milesi disse...

D+: a rosa e os versos.Sempre Dali...
Parabéns
um beijo

angela disse...

Lau
Obrigada.
beijos