quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Joaquim II



Joaquim continuou com sua vida do mesmo jeito de sempre.Viagens, namoros, épocas desaparecido e trabalho nem pensar.


Por mais três vezes apareceram mulheres com filho(s) atrás de algum dos seus, irmãos, continuou com a velha tática de usar o nome de algum deles quando “casava” com alguma mulher, quando o dinheiro acabava ele se ia e dizia que voltaria, mas qualquer precisão era para ir para a fazenda “tal” que lá ele estaria. Quem lá estava era um de seus irmãos, mas nenhum mais levou o susto de Jose e D´Ánajá sabiam da artimanha de Joaquim.


Essas mulheres e crianças, quase sempre ficavam pelas fazendas, trabalhando, as crianças estudando e quando tinha tamanho trabalhavam, como todos. Alguns se destacaram na escola e continuaram a estudar até se formar. Quando chegavam pequenos se integravam à família e dela faziam parte, outros seguiram outro caminho e sumiram por este mundão.


Quando os pais de Joaquim se foram, ele recebeu sua parte na herança e dela viveu por muitos anos, quando ficou mais velho o dinheiro já se tinha ido, então ele arrumou sua mala e foi passar uns tempos com seu irmão Antonio. Ficou por lá e não dava ares de quem iria embora, Antonio já incomodado pensava como resolveria essa questão. Pensando na vida de Joaquim e sabedor da falta de dinheiro deste, resolveu colocar dinheiro em um envelope e por debaixo do travesseiro de Joaquim.


Não é que deu certo? Joaquim foi se embora no dia seguinte, mudou-se para a casa de José.

Antonio contou para José e uma semana depois que o irmão lá estava, colocou dinheiro em baixo do travesseiro e Joaquim foi para a casa de Maria e assim sucessivamente passou por todos os irmãos e irmãs.
Quando terminou sua romaria foi para sua casa e viveu o resto o ano com o dinheiro arrecadado. No ano seguinte repetiu a romaria e assim por muitos outros anos.


Conforme seus irmãos morriam, ele começava a visitar seus sobrinhos casados e como alcançou os 92 anos, o que era muito para aquela época, chegou o momento em que só visitava sobrinhos, passava seis meses viajando e seis meses em sua casa.


Aquele que mais preocupações sua mãe teve, com a saúde, mostrou-se o mais forte deles, vivendo muitos anos, mas como havia uma promessa que seus irmãos haviam feito para a mãe de cuidar dele, assim o fizeram e transferiram a tarefa para seus filhos e que se saiba todos a cumpriram.


Um dia sentiu-se mal e foi levado ao hospital, precisou submeter-se a uma operação de hérnia e até que ia se recuperando bem quando uma enfermeira veio trocar seu curativo. Joaquim que andava sem mulher há algum tempo se animou, tentou beijar a enfermeira que se desvencilhou dele e saiu correndo do quarto, ele tentou ir ao seu encalço, não resistiu e virou história.


.(imagem retirada do google)

53 comentários:

Victor Gil disse...

Amiga Ângela.
Que história recambolesca. O bicho era danado. 92 anos e ainda corria atrás de enfermeiras? Virou mesmo história rsrsrsrs...
Excelente narrativa.
Um beijo querida amiga.
Victor Gil

A Magia da Noite disse...

Joaquim é um nome que me diz muito.

Lucimar Sant`Ana disse...

Estou visitando.
Gostei muito da história.

.Lis disse...

Angela,
Amém!! Joaquim foi embora pra não voltar ,só na história , ufa! o cara passou vida toda e olha que foi longa, às custas dos irmaos, sobrinhos e sabe-se lá mais quem, assim não dá, hem?
Gostei Angela, voce escreve de forma gostosa de ler.
Obrigada das paradinhas pra olhar o que ando fazendo por lá também. Abraços

angela disse...

Victor Gil
Obrigada pela visita, ele era de fato rocambolesco, não da pra contar tudo que ouvi dizer.
beijos

angela disse...

Magia
Interessante....
beijos

angela disse...

Lucimar
obrigada pela visita, a casa é sua.
abraços

angela disse...

Lis
tem gente assim no mundo, que parece que só servem para fazer filhos e virar história.
Beijos

Essência e Palavras disse...

Oi Angela,
Que texto gostoso!
Parabéns!

Adorei sua visita no meu blog.

Meu beijo carinhoso, bom restinho de semana pra ti!

angela disse...

Essência e Palavras
obrigada pela visita.
beijos

manuel marques disse...

Joaquim o maroto.
beijo,querida amiga.

Clara disse...

Angela primeiro obrigado pela visita, estava lendo o seu post da blogagem, bela participação viu!!
beijos !!

Sandra Botelho disse...

Que delicia de texto!

Beijos no coração!

Sassá Luz disse...

Que história, esse homem era um descaradinho, hehehe. bjinhos

angela disse...

Manuel
Maroto mesmo, mas tinha sua alegria
beijos

angela disse...

Clara
Obrigada pela visita e pela leitura dos textos.
beijos

angela disse...

Sandra
Obrigada querida
beijos

angela disse...

Sassa Luz
Era sim, muito descaradinho.
beijos

Mariana disse...

Achei bárbara a história do Joaquim II.
Beijos

angela disse...

Mariana
Que bom que gostou.
beijos

Julimar Murat disse...

Oi Lindinha
Tem um selinho pra voce no meu blog
Um grande beijo
Um dia muito iluminado
julimar

Hugo Cheng disse...

Angela, to acompanhand vc, gostei muito de seu blg. Bj

Norma Villares disse...

Quinzinho danado, encostado e mulherengo. Nunca fez sombra pra ninguém.
Somente "Venha a nos", a "Nosso Reino", nada, nadica de nada, rsrsrs.
Excelente post.
Abraços luminosos

Lau Milesi disse...

Olá Angela!!! Adorei!!! Que Joaquim mais "porreta" esse???rsrsrs Quanta saúde!!!

Amiga, obrigada por sua visita,pena que o texto do último post ficou sem um pedaço. Sumiu e só agora voltou. Quando puder, passe lá.rs

Beijossss

Raquel Machado disse...

Boa tarde,
não imaginava que seu joaquim se acabaria assim...bom pelo menos ele deixou uma prole pelo mundo para "continuar a historia" né?
bjos!

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Angel,alem de inteligente,continuas com grande imaginação e inspiração. A paria é esta. Firme em frente. (O INDIGNADO)

Princesa disse...

Obrigada pela visita...
o tempo é pouco mas aqui estou eu
para agradecer todo o carinho

CANTANDO FICAMOS MAIS FELIZES!
NOS LIVRAMOS DOS MAUS PENSAMENTOS.
FICAMOS COM A ALMA MAIS LEVE
E ATÉ REJUVENESCEMOS!
CRIA O HÁBITO DE CANTAR.
SEMPRE!
Beijinhos

.Lis disse...

Angela,
Venha ,senta , conversa e leve o que voce gostar.A casa é sua . O poema é lindo e combina
muito com o seu entremeios.
Abraços

Karina disse...

Joaquim não toma jeito mesmo hein! Nem depois dos 90 conseguiu sossegar! Talvez essa tenha sido a vingança dele para a vida que o deu uma saúde tão debilitada na infância...

Beijos!

angela disse...

Oi Julimar
obrigada, vou busca-lo.
Obrigada pelo carinho.
beijos

angela disse...

Hugo.
Obrigada pela visita e por me acompanhar.
beijos

angela disse...

Norma
Folgado mesmo, tem muitos por ai.
beijos

angela disse...

Lau
Muita saúde...rs
estranhei mesmo, achei que estava meio curto.
Vou olhar de novo
beijos

angela disse...

Raquel
Deixou a prole e a história.
beijos

angela disse...

O Indignado
Obrigada pelos elogios. Bom que tenha gostado.
beijos

angela disse...

Princesa
Obrigada pelo carinho
beijos

angela disse...

LIs
Obrigada, achei mesmo que tinha tudo a ver com o entremeios.
beijos

angela disse...

Karina
Pode ser, mas sempre pensei que este "gosto" é o que o manteve vivo tanto tempo...rs
beijos

marcelo dalla disse...

Querida, que ótima história, muito bem narrada. Be, que eu vi no seu mapa um talento para a escrita!!!

bjosssssssss

angela disse...

Marcelo
Viu mesmo é verdade, eu é que tenho grandes duvídas.
Obrigada pela visita
beijos

M. Nilza disse...

Oi, Angela!

Obrigada pela presença frequente e meu cantinho.
Hoje vim lhe convidar para participar de uma promoção no blog das Santinhas. Basta vc dizer: "QUEEEERO

SANTA PATRÍCIA

NESTE NATAL!!!"

E que foi indicada por mim, daí em ganho bnus tbm rsssssssss

Beijos

angela disse...

M. Nilza
Obrigada pelo convite, mas já fui querida.
beijos

Aqui - Ali - Acolá disse...

Angela:

Na continuação desta história, gostei muito dela e da parte final está demais.

Boa narrativa numa escrita bem elucidativa.

Bjos e felicidades no novo dia.

angela disse...

Aqui-Ali-Acola
Obrigada pelos comentários
Você é gentil
beijos

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

P-A-R-A-B-É-N-S! Atingiu os 5 mil "ACESSOS". Istoé indicativo de S-U-C-E-S-S-O. Abrçs.

AFRICA EM POESIA disse...

Angela

Ser poeta é ser isto e tanta coisa...

Eu vim deixar um beijo e dizer ...Presente


Linda esta história.


beijos

angela disse...

momentos...
Obrigada, é bom ser visitada, gosto muito.
beijos

angela disse...

Lili
Obrigada pela visita, é sempre bem vinda.
beijos

RETIRO do ÉDEN disse...

Há uma frase: "dos fracos não reza a história"

Joaquim era dos fortes e virou história!

Pode servir para exemplo de quem ler e contar e recontar!

Muito interessante prende a atenção, queremos chegar até ao fim do conto!

Obga. pelo sorriso que me aflorou ao rosto.
Bom fds.
Forte abraço
Mer

angela disse...

Mer
Fico feliz que tenha sorrido.
Ele tinha defeitos graves, mas fez muita gente sorrir.
beijos

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Êste Joaquim, Angela é um homem dos sete instrumentos. Um D. Juan, Bom vivant,Casa Nova,Play boy etc. (O INDIGNADO)

angela disse...

O Indignado
Era um sujeito e tanto....desavergonhado...rs
beijo

Irene Moreira disse...

Angela que homem esse Joaquim. que cara de pau e ainda mais com uma saúde de ferro e sem vergonha.... com 92 anos fazendo uma dessas.Amiga adorei e agora vou só dá uma nova lida no Joaquim III para entender melhor. Beijos e agora estarei sempre por aqui para ler suas histórias.