sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Sem duvída é.



Num fundo azul
Todos os tons de verde.
Verde claro, verde escuro,
Verde musgo, verde mato,
Verde brilhante e opaco.
E por entre os tons de verde
Pinceladas de amarelo,
Laranja e vermelho.
Um pouco de rosa e roxo.
Soam trinados alegres
No ar doces odores.
Vontade de namorar.
Sem duvida é primavera!
( pintura de Kandinsky-big-improvisation)

54 comentários:

Renato Fierce disse...

Aaah que lindo! Sem dúvidas meeeesmo! Com todas essas cores, dá um ânimo para muitas coisas... vamos aproveitar o clima!

Hod disse...

Kandinsky, mestre das cores, captura com perfeição no alma e vc com tão singelo texto.

Felizão por sua visita e por ler o Conto que participa da Blogagem Coletiva promovida pela Rebeca do Nécta da Flor.
Caso tenha sido vc uma das 15 pessoas que voraram no Conto " A Fragrância do Néctar da Flor" agradeço-lhe com muito coração!!

Felizes os homens que encontram mulheres dispostas em iniciá-los.

Beijos para um belo final de semana!!

Hod.

Lara Amaral disse...

Gosto de todas essas cores, como tbm gostei do poema.

Beijos!

manuel marques disse...

Arco íris lindíssimo.

Beijo.

Lídia Borges disse...

Um poema cromático em perfeita intertextualidade com a representação pictórica.

Muito bonito!

Olavo disse...

Belas cores..belo poema.
Bom final de semana
Beijos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Sem dúvida é ...maravilhoso.
Primavera, a estação de todas as cores.
Ótimo final de semana
Beijos

angela disse...

Renato
Aproveite bem.
beijos

angela disse...

Hod
A pintura dele é muito linda mesmo.
Obrigada pela visita
beijos

angela disse...

Lara
Obrigada querida.
beijos

angela disse...

Manuel
Obrigada.
bom fim de semana.
beijos

angela disse...

Lidia
Obrigada pelo comentário.
beijos

angela disse...

Olavo
Obrigada pela visita
beijos

angela disse...

Regina
Obrigada
Bom final de semana
beijos

Aislin Nahimana disse...

muito bonita essa mistura de cores!

bjosss

aislinnahimana.blogger.com.br

Chica disse...

Muito lindo e essas cores mistutradas fazem bem ao olhar!beijos,chica

M. Nilza disse...

Que fofo!! Amei a simplicidade e o jogo de palavras.

Beijos bom final de semana

Ricardo Calmon disse...

Linda de cores explosão assim como delicieex texto!
Aproveito esse,para te agradecer comentario seu em post ausencia,operado fui no cérebro,pela terceira vez ,e aqui estou,feliz de vida minha!

bezu mãos suas!

Viva a Vida!

Maria José disse...

Angela. A primavera, com suas misturas de cores, dão alegria à alma. Dá vontade de sair de casa, de deixar o sol queimar a pele, de tomar um sorvete, de deitar na grama e brincar com as nuvens. A primavera é linda.
Já fui ao seu outro blog e me tornei a sua primeira seguidora. Estou ansiosa pelas postagens. Beijos e que você tenha um final de semana feliz.

Lau Milesi disse...

Olá Angela!! "Sem dúvida",nenhuma, AMEI o post. Tudo a ver...Desde a ilustração, com essa obra maravilhosa do pai da pintura abstrata, aos adjetivos de um colorido pra lá de primaveril. D+.
Um beijo

AFRICA EM POESIA disse...

ANGELA
A altura foi má mas eu consigo sempre... mesmo debilitada...
O meu Livro
MAGIA DE NATAL está quase pronto.
Conto fazer o lançamento no próximo sábado.
É mais um sonho concretizado

ACHADOS


Pedras e pedrinhas...
Encontro no meu caminho...


Pérolas e diamantes...
Encontro nas vitrinas...


Ostras e ostrinhas...
Encontro junto à praia...


E, não encontro...
O que procuro...


Mas... vou procurar...
Porque sei que vou achar...


LILI LARANJO

angela disse...

Aislin
Obrigada pelas observações
beijos

angela disse...

Chica
Obrigada
beijos

angela disse...

M. José
Obrigada pelo comentário
beijos

angela disse...

M. Nilza
obrigada, as cores são bonitas.
beijos

angela disse...

Lau
Eu também amo a pintura dele, adoro o que ele faz com as cores.
beijos

angela disse...

Lili
Obrigada pela poesia e pela visita.
beijos

angela disse...

Ricardo Calmon
Fico feliz que esteja bem.
obrigada pela visita
beijos

CPI Brasil (Roy Lacerda/Editor) disse...

Oi ÂNGELA, o soneto é bonito. Bonito tm a mistura das cores. Se todos gostassem do amarelo, o q/ seria do azul q/ faltou? (rsrsrs). Abrçs. Roy Lacerda.

angela disse...

Roy
Não faltou azul..
obrigada pela visita
beijos

Silvio Koerich disse...

Show demais esse poema. Fazia tempo que eu não via um que fala de cores.

angela disse...

Silvio
Que bom que gostou.
beijos

Maria José disse...

Angela. Tem uma declaração de afeto para você em meu blog. Beijos.

Vivian Pereira disse...

Que poema maravilhoso e sutil!!!! Adorei!!!! preciso deixar claro que fiquei apaixonada tb pela pintura ... perfeita!!!!

bjossss

Elaine disse...

Angela,
Tenho quase certeza de que não conhecia seu blog...
Muito obrigada pela visita, e pelo comentário gentil sobre a Tyna.
Beijos e volte sempre, será sempre benvinda.

Francisco Perna Filho (Chico Perna) disse...

Angela, boa noite!
obrigado pela visita ao Banzeiro. Quanto ao poema, será uma honra.
abraço amigo,
Chico Perna

angela disse...

M.José
Obrigada querida.
beijos

angela disse...

Vivian
Obrigada e a pintura é linda mesmo.
beijos

angela disse...

Elaine
Também é bem vinda aqui.
beijos

angela disse...

Chico Perna
Obrigada pelo consentimento
beijo

Norma Villares disse...

Que belo! Dá muito ânimo mesmo. Muito obrigada pela atenção e cuidado. Beijinhos

Angela Guedes disse...

Oi Ângela!!!
OLÁ AMIGA. PASSEI PARA DEIXAR UM BEIJINHO DE MUITA AMIZADE E DESEJAR-TE UMA SEMANA ENCANTADORA.
Ângela

angela disse...

Norma
Obrigada,
beijos

angela disse...

Angela
Obrigada e uma bela semana para você.
beijos

Rimbaud no Café de Flore disse...

Olá amiga, apesar da subcjetiva interpretação que olhar a arte abstracta sempre traduz, eu diria que as emoções, as minhas, se exprimiriam perante a explosão de cores deste pintor, muito similares ás suas (...) um convite ao enlace primaveril com toda a explosão de vida que a experiência implica.

A Magia da Noite disse...

a primavera que vem e vai, que esteve aqui e agora por ai está, tempo de renovação, de cor e de luz que tanto me seduz.

angela disse...

Rimbaud..
Que bom que também sentiu isso, as cores são lindas.

angela disse...

Magia
Ainda bem que ela vai mas volta e sempre linda.

Maria Ribeiro disse...

Ângela: perfeitamente Impressionista, este lindo poema , onde as SINESTESIAS me provocam um visualismo objectivo!"Vejo" todas essas cores de vida ,dando vida ao seu poema!
BEIJO DE LUSIBERO

Mariana disse...

Sem dúvida é um lindo poema.
Tenhas uma bela semana
bjs

angela disse...

Maria Ribeiro
Obrigada pela analise do poema, vou aprendendo.
beijos

angela disse...

Mariana
Obrigada e uma ótima semana para você tambem

Karina disse...

A primavera é assim mesmo:uma profusão de cores. Por isso é uma estação tão agradável.

A arte abstrata (principalmente o Dadaísmo)procurava reproduzir características da natureza nas obras de arte. Acho isso genial, tamanha improvisação e criatividade que os artistas tinham!

Beijos!

angela disse...

Karina
São maravilhosos mesmo. Gosto muito.
beijos