terça-feira, 24 de novembro de 2009



Tenho um lugar de descanso
Fecho os olhos e longe vou,
para um recanto manso.
Minha alma lá se aquieta
e os pensamento se vão.
Dentro de mim sei que está,
um canto perdido qualquer.
Andou muito tempo escondido.
Atualmente é imperativo,
irresistivel o chamado.
Meus olhos ficam pesados,
minha alma deita calma.
É o cochilo dos velhos.
Ensaios para morrer!



(pintura de Klimt, Sea-Serpents -IV- detail)

64 comentários:

Chica disse...

Maravilhosos versos de paz e tranquilidade, de um lugar que temos para a paz.Linda tela!beijos,tudo de bom,chica

.Lis disse...

OI,Angela
Inspiradíssíma quando deu vida a esse poema. E,
"minha alma deita calma ... ensaio para morrer.", aplausos amiga. Achei lindo, sou especialista em poesia rsrsrs.
meus abraços

angela disse...

Chica
obrigada
beijos

angela disse...

Lis
Conheço seu bom gosto para poesia e fico contente que tenha gostado.
beijos

Luciano Braz disse...

Obrigado por teu carinho minha amiga , sempre apoiando minhas maluquices rsrs.

Sabe quando fecho os olhos tbém vou longe ... apenas não te encontro um lugar de repouso dentro de mim.

Abraço

Luciano

angela disse...

Luciano
Com o tempo você o achará.
Gosto de seus textos.
beijos

Tertúlias... disse...

socorro...ando dando uns cochilos destes...

António Rosa disse...

Ângela

Belo poema e belíssima forma de terminá-lo: 'ensaios para morrer'. Sei bem do que fala. Beijos.

Rimbaud no Café de Flore disse...

não sei se existe uma preparação tão consciente para o "grande sono" acredito, no entanto, que algumas vezes a melancolia e a ideia de finitude nos "encoste" em silenciosos momentos, a essa reflexão.
Experimenta escutar estas palavras em poesia, pujante de fé e de crença na vida e nos afectos ditas por Mário Viegas e cantadas por Pedro Barroso
http://www.youtube.com/watch?v=8wQ5au2LBe4
Beijos

Maria José disse...

Angela querida. Quero agradecer-lhe as palavras carinhosas deixadas em meu blog e a força e estímulo para continuar a minha jornada sem a presença física de minha filha. Às vezes, quando a dor da ausência machuca e a saudade sufoca, caio, mas logo me levanto, sabendo da importância de estar bem, para o bem dela. Agradeço a sua amizade e para demonstrá-la, vou citar algumas palavras de Marcial Salaverry, as quais, dedico a você.
“Com toda a certeza, a amizade mostra sua beleza, quando é bem vivida e bem sentida...
Estejamos longe ou perto, ela está sempre viva, decerto...
Na amizade, o importante não é ser importante...
O que realmente conta, é dar a devida importância àqueles que se importam com você.
Numa amizade, o que conta é a sinceridade daquilo que sentimos.
Assim, uma amizade será sempre real...
E falando sobre a amizade, que sobre amizade entre nós...”
Angela, a poesia de sua mãe para seu irmão diz o quanto ela é espiritualizada e a fé que tem de que nascimento e morte, são a mesma coisa. Achei-a linda e em poucas palavras, diz tanta coisa... tanta coisa... Estou sem palavras para descrever o que sinto toda vez que a leio. E já a reli várias vezes. Seu irmão, com certeza, ficou muito feliz. Obrigada por compartilhar comigo este momento tão particular.
Beijos, amiga e fique com Deus.

Vieira Calado disse...

É o destino...

amiga!


Beijinhos

Hod disse...

Que aconchego são esses lugares que criamos onde podemos tudo, para mim são verdadeiros centros de reenergização... Legal o texto.

Estou participando da Blogagem Coletiva do Néctar da Flor.
Beijos Angela,

Hod.

Conceição Duarte disse...

ANgela, como vai?
Amei a poesia, e saudades, boa semana, CON

angela disse...

Ricardo
Adoro você.
beijos

angela disse...

Antonio
Nós que já andamos alguns quilometros dessa vida...sabemos.
beijos

angela disse...

Rimbaud
Obrigada pela dica.
beijos

angela disse...

M. José
Eu é que agradeço seu exemplo.
beijos

angela disse...

Vieira
Destino e implacável
beijos amigo

angela disse...

Hod
Olhando bem a gente tem vários lugares.
beijos

angela disse...

Oi Conceição
Obrigada querida.
beijos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Como sempre, divina, Angela.
Tem muitos selinhos para ti.
Quando puder, dê uma passadinha e leve os que quiser.
Beijos querida

Dead Lindsae disse...

Não há poema mais belo do que aquele que nasce do sonho...
;)

Lucimar Sant`Ana disse...

Querida, obrigada por visitar meu outro blog, que quase sempre está solitário.
Ali eu apenas desabafo.
Tenho flores fresca pra vc lá no meu outro blog.
Adorei a poesia, ela fala a alma.
Um grande beijo.

A Magia da Noite disse...

matar o corpo não sufoca a alma, eterniza-a na saudade daquilo que não pode ter.

angela disse...

Regina
Obrigada querida
beijos

angela disse...

Dead
Obrigada pela visita
beijos

angela disse...

Magia
Deve ser assim..
beijos

angela disse...

Lucimar
Obrigada pelas flores
beijos

Braulio Pereira disse...

meu cochilo...
é sonho..

eterno.

beijos..

Sandokan disse...

Anda, amor; dá-me a tua mão!
Passemos a ponte e vamos à fonte
da devoção.

O sol vai a monte!
Passemos a ponte!
Dá-me a tua mão...sente o coração!

É lindo o passeio
Deste nosso enleio.
Saltemos! Corramos!
Vamos pelas margens, nas nossas viagens!

Nas margens do lago, onde agora estamos,
É o teu afago, que diz onde vamos.

O lago é o poiso do cavalo alado...
Sinto-me voar, nesse teu olhar!

Não posso fugir! Não quero cair!
Tu estás a zelar, p´ra me proteger...

Eliane Jany Barbanti disse...

Angela querida, tem um selinho "Sim aos selos não às regras" que acabei de colocar no Fitness.
Estou dedicando a todos meus seguidores, mas em especial a você minha linda!!!
Espero que v/c não tenha e goste!
Beijo no coração.
Eliane

O Profeta disse...

Lembrarás tu que as manhãs
Acordam da tua luz fugidia
És esperança de perdida estrela
Quem recolhe a dor em Deus confia

Assombração que o luar esqueceu
Nas margens de um lago azul
Hoje passou a voar por mim
A última garça a caminho do sul

Era alva como a espuma do mar
Graciosa como mulher feliz
Voava de encontro ao vento
Com olhar brilhante de petiz


Boa semana


Mágico beijo

Lídia Borges disse...

Muito obrigada pelas suas palavras.
Bonito poema ornado de sossegos num recanto desejado.

Um beijo

ANA CLAUDIA MARINHO disse...

Estou passando nesse maravilhoso blog...
E deixo o meu abraço para você Angela.

fui!

angela disse...

Braulio
Um dia ainda consigo responder em versos.
beijos

angela disse...

Sandokan
Obrigada pelo lindo poema
beijos

angela disse...

Eliane
Obrigada querida
beijos

angela disse...

Profeta
Obrigada.
Lindo poema.
beijos

angela disse...

Lidia
Obrigada e poemas lindos são os seus.
beijos

angela disse...

Ana Claudia
Saudades sumida.
beijos

Lara Amaral disse...

Lindo, lindo, Ângela.

Amei esse poema!

Beijos.

Mariana disse...

É precisamos ter um lugar de descanso.
lindo poema.
Beijos e um grande abraço

angela disse...

lara
Obrigada
beijos

angela disse...

Mariana
Precisamos mesmo ter um lugar de recolhimento.
beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Obrigada por teres a palavra certa no momento certo.
Um beijo

ACHADOS


Pedras e pedrinhas...
Encontro no meu caminho...


Pérolas e diamantes...
Encontro nas vitrinas...


Ostras e ostrinhas...
Encontro junto à praia...


E, não encontro...
O que procuro...


Mas... vou procurar...
Porque sei que vou achar...


LILI LARANJO

Mariana disse...

Angela, passei aqui para agradecer as tuas visitas sempre, tão importantes.
E antes de ir deixo-te um grande abraço.
beijos

Chica disse...

Obrigado pelo carinho,Angela!Sempre querida! beijos e tudo de bom,chica

Sandra Botelho disse...

Serenissimo...
Bjos querida, tens a doçura do mel.

Selena Sartorelo disse...

Olá Angela, como está?

Uma linda poesia que falade verdades que pouco nos damos conta do quanto ensaimos mais para morrer do que viver.

Beijos

angela disse...

Lili
Lindo poema.
obrigada
beijinhos

angela disse...

Mariana
Obrigada pela visita, sempre bem vinda.
beijos

angela disse...

Chica
Obrigada pela visita
beijos

angela disse...

Sandra
Obrigada querida
beijos

angela disse...

Selena
E nem percebemos...
beijos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Angela, tem um desafio muito divertido e interessante esperando por você. Ficaria feliz se você participasse, mas fique à vontade se porventura não puder.
Muitos beijos
Regina Goulart

Daniel Costa disse...

Angela

Aprecio bastante a leitura dos teus textos, denotam uma vida interior intensa, nesse particular eles incitam a meditar.
Beijos
Daniel

Francisco Perna Filho (Chico Perna) disse...

Caríssima Ângela, bom dia!
Parabéns pelo belo texto.

Abraço amigo,
Chico Perna

angela disse...

Regina
Logo mais estarei lá
beijos

angela disse...

Daniel
Obrigada pela compreensão
beijos

angela disse...

Chico
É sempre um prazer te-lo aqui
beijos

Silvio Koerich disse...

Tais muito inspirada Angela. Parabéns.

angela disse...

Silvio
Obrigada.
beijos

Karina disse...

Quantas vezes não precisamos de um lugar assim pra fugir um pouco da rotina?
E ele está sempre acessível, basta fechar olhos pra chegar lá.

Beijos!

angela disse...

Karina
Um descanso as vezes cai bem.
beijos