domingo, 21 de fevereiro de 2010

Desapego


Toca minha pele
as marcas da saudade,
Com espanto e dor
olho o horizonte.
Tão próximo ficou!

Se você soubesse
a crueza das palavras que me digo.
Como arranco
sem compaixão os sonhos de minha pele.
Não estranharia
as coisas que agora falo

Devoro minhas ilusões todos os dias
como a águia devora Prometeu.
Só assim não enlouqueço
em devaneios.

Ah, este lugar do desamparo!
A gente é sempre tão pequeno lá.



(foto de Silvia Michels)

59 comentários:

Chica disse...

Lindo e de uma profundidade imensa.Imagem linda!beijos,tudo de bom,chica

Irene Moreira disse...

Angela
Texto de um sentimento puro e que nos traz a realidade da vida.

Obrigado por estar sempre presente.

Beijos e boa semana

José Doutel Coroado disse...

"Como arranco
sem compaixão os sonhos de minha pele."
Gostei!
abs

Uber Expresso disse...

... nossa...verdades e emoção... Beijos Roberta

Renato Orlandi disse...

Eu queria que os meus devaneios viessem das ilusoes... mas estas aparecem só depois! :O bjuu

Sandra Botelho disse...

E são essas marcas que guardam nossa historia...
Bjos querida uma linda semana para vc.

lis disse...

Angela
também " devoro minhas ilusoes todos os dias..." e o desapego vai ficando difícil e necessário.
Triste e perdendo os horizontes! muito bom.
abraços

angela disse...

Chica
Obrigada pela presença
beijos

angela disse...

Irene
Eu que agradeço a presença e comentários.
beijos

angela disse...

José Doutel
Que bom que gostou.
beijo

angela disse...

Roberta
Algumas das tristes,
beijos

angela disse...

Renato
Não tmporta a ordem, a gente sempre leva a pior quando se trata delas.
beijos

angela disse...

Sandra
Sem duvida guardam nossa história.
beijos

angela disse...

Lis
A estrada vai ficando ingreme, não é mesmo?
beijos

manuel marques disse...

Magestoso,amei.

Beijos.

Lau Milesi disse...

Brilhante, Angela. Todos nós devoraremos nossas ilusões. Esse é o caminho de todos.

Um beijo e um "Bravoooo" pelo belo post!

Diz disse...

Belo e forte. ai aio tempo vai devorando tudo.
Obrigada pela presença lá- me estimula. Bj sLaura

Daniel Savio disse...

Se devora as ilusões, então sobra mais espaço para os sonhos...

Fique com Deus, menina Angela.
Um abraço.

Elias Akhenaton disse...

As marcas do tempo ficam tatuadas e marcadas em nossa história de Vida.
Muito lindo, sensível e profundo!

Adorei o teu blog, estou te seguindo!

Saudações poéticas!

angela disse...

Manuel
Obrigada amigo
beijos

angela disse...

Lau
Pois é..assim vamos acabando
beijos

angela disse...

Laura
O tempo..
beijos

angela disse...

Daniel Savio
Uma visão otimista.
obrigada
beijos

angela disse...

Elias
Obrigada pela visita e comentário

Norma Villares disse...

Angela, agora está aqui conosco, resolveu o problema com o computador.

Essa é a Angela criativa, cheia de vigor e rica de compaixão.
Beijinhos de luzes e cores

angela disse...

Norma
Obrigada pelos elogios.
Ainda estou mendigando para usar o micro, o meu sei lá quando ficará pronto.
beijos querida

A Magia da Noite disse...

para isso se fizeram os sonhos, para que possamos equilibrar-nos no fio do abismo, e nos mantenhamos à tona.

p.s. lamento que seu comentário se tenha perdido, o blogger não está funcionando bem.

ju rigoni disse...

Bela reflexão!

Poema forte. Verdadeiro.

"Se você soubesse
a crueza das palavras que me digo.
Como arranco
sem compaixão os sonhos de minha pele."

Bjs, Angela, e inté!

Danielle disse...

Que lindo, Ângela! Às vezes é mesmo preciso a gente impedir que a ilusão nos leve embora.
Adorei a escolha da imagem!

Beijos da Dani.

Danielle disse...

Ângela, a experiência de escrever um conto coletivo muito me interessa! Você me convida para o próximo de que participar?

Bjinhos

angela disse...

Magia
Verdade, o sonhos nos equilibra neste tenue fio e nos impede de cair na desesperança.
beijos

angela disse...

JU
Ai Ju, dificil é viver isso.
beijos querida

angela disse...

Danielle
A imagem é que me trouxe o poema.
Sera um prazer te-la participando, depois passo no seu blog e dou as indicações.
beijos

Vieira Calado disse...

A fotografia fala por si.

Beijocas

Silvana Nunes .'. disse...

Nossa, ô sentimento difícil de praticar. Desapegar-se das coisas e das pessoas é complicadíssimo.
Beijo grande.
Bom final de semana, Angela.

Hod disse...

Nada mais complexo e díficil. Desenvolver essa atitude é sentir-se perfeitamente livre. Realizar a independência.
Excelente imagem e belissímo texto, simbioticamente harmonizados.

Bom final de semana querida amiga,

Hod.

Maria José disse...

Bela reflexão, Angela. Devemos trabalhar o desapego. Este espaço é sempre maravilhoso. Estar aqui é sempre um enorme prazer. Beijos e um ótimo final de semana.

angela disse...

Vieira
Fala mesmo.
beijos

angela disse...

Silvana
A gente se esquece que o apego tem seu preço.
beijos

angela disse...

Maria José
É dificil sim.
beijos

angela disse...

Hod
Faz parte da vida.
Obrigada
beijos

Danielle disse...

Ângela, querida, obrigada pelos seus comentários sempre carinhosos ao meu blog! E obrigada também pela indicação do blog de escrita literária em conjunto. Vou aparecer lá no domingo!

Bjinhos
Dani

angela disse...

Danielle
Ótimo, vai ser legal brincar junto...rs
beijos

Norma Villares disse...

Angela, é ruim mesmo, ficar sem computador...
Beijinhos

Anne Lieri disse...

Angela,que belo texto postou!Reflexivo e que nos leva a pensar na velhice que chega para todos!Linda imagem,muito comovente!Bjs,

Lara Amaral disse...

Não estranho, admiro...

Parabéns pelo poema, Angela!

Beijos, ótimo fim de semana para vc =).

PCR disse...

Poema profundo e bonito...
Gostei muito...

angela disse...

Norma
É bem ruim mesmo e não tenho previsão de quando fica pronto.
beijos

angela disse...

Anne
Obrigada, fico feliz.
beijos

angela disse...

Lara
Obrigada querida
beijos

angela disse...

PCR
Que bom que gostou e obrigada pela visita
beijo

lis disse...

Passando pra abraçá-la.
bom domingo

angela disse...

Lis
Obrigada
beijos

Liliana Lucki disse...

Es una imagen bella y natural.

Quedaran pocas así...es bueno captarla.

Pronto todas serán jóvenes.

Saludo desde MDQ,Liliana

Hod disse...

Olá Angela grato por sua visita e o precioso sentimento que fragrânciou minhas amtmosferas por ocasião da blogagem coletiva proposta por Andréia.
forte abraço querida amiga, com muitas bençãos.

Alôha,

Hod.

angela disse...

Liliana
Tem toda razão, faces assim são cada dia mais raras.
beijos

angela disse...

Hod
É sempre um prazer visita-lo
beijos

Mariana disse...

Uma reflexão necessária nos dias atuais.
Gostei muito.

angela disse...

Mariana
Pois é...
beijos