quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Uma árvore




Um calor sufocante,
foi assim o dia todo.
A tarde o vento chegou,
formando espirais de areia,
redemoinhos correndo.
Logo depois veio a chuva
forte, como quer o verão.
as mulheres seguram a saia,
todos com passos rápidos
procuram, como eu algum abrigo
Numa cafeteria
A delicadeza do garçon
desenhou
com o pó de chocolate
uma árvore,
e o dia refrescou.


53 comentários:

Leonardo B. disse...

[no instante que pestaneja, a memória capta, revela, revive, na forma da palavra, a vida breve]

um imenso abraço, Angela

Leonardo B.

Renato Orlandi disse...

aaaah, eu dava bastante gorjeta! bjuu!

Chica disse...

Que lindo isso,Angela!beijos,chica

Maria Ribeiro disse...

ANGELA: confesso que tudo o que me lembra o diabo da MATEMÁTICA inibe a minha imaginação...
BEIJOS DE
LUSIBERO

José Doutel Coroado disse...

e saborosa, certamente...
dúvida minha: árvore de canela?? será?
abs

Tertúlias... disse...

Que lindo... que momento mais lindo... e nós aqui eserando tudo que nos esquente por dentro!!!! :-))

manuel marques disse...

Da árvore do silêncio pende seu fruto, a paz .

Beijos.

Norma Villares disse...

Tem cada um,com desenhos lindíssimos. Adoro ver a beleza.
Me convida que venho tomar um cafezim da hora... quentim...
Beijinhos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Angela, lindíssimo.
Adoro esse tipo de café, com ou sem calor.
Ficou um espetáculo.
Dá até água na boca só de olhar...

Beijos

angela disse...

Leonardo
Obrigada pelo pensamento e pela visita.
beijo

angela disse...

Renato
Ele fez por merecer.
beijos

angela disse...

Chica
Obrigada querida
beijos

angela disse...

Maria Ribeiro
Acontece...cada qual com sua dificuldade.
beijos

angela disse...

José Doutel
Não sei que árvore seria...
beijos

angela disse...

Ricardo
Aqui o calor nos mata.
Espero que esteja melhor, sei que é dolorida essa recuperação.
beijos

angela disse...

Manuel
Que assim seja...uma árvore da paz.
beijos

angela disse...

Norma
Está convidada, adoro cafézinho com conversa.
beijos

angela disse...

Regina
Eu também não dispenso o café, esteja frio ou calor.
beijos

Diz disse...

Que singelo! quase um hai-cai
Não me incomodo qd vc faz comentários sobre o q digo lá- pessoal- vc e delicada e eu me exponho, né? :)
Um bj Laura
Amo café-cafeterias.

Hod disse...

Olá Angela,
Dias esses que ficarão em nossas memórias até a chegada dos ventos outonais. enfim, temperaturas mais amenas.
doreiii suas fragrâncias,

Beijos,

Hod.

PCR disse...

Adorei ler este belo poema...
Muito bom mesmo...

Silvana Nunes .'. disse...

Ai, Angela. Deu vontade de tomar um café fresquinho.Ainda não consigo adicionar voc~es de volta.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja uma boa noite para você.
Saudações Florestais !

Uber Expresso disse...

Isso sim é estar presente, sentir o momento...observar... num lindo café, uma linda árvore... Beijos Roberta

Sandra Botelho disse...

Que delicia de poesia...
Doce como você!
Bjos querida...

A Magia da Noite disse...

a árvore sempre nos aporta a sombra e o freco numa tarde de calor.

Marcos Takata disse...

Namaste Angela
Que lindo, é assim mesmo. As vezes tem cozinheiros que capricham mais.
Bijussssssssss

angela disse...

Laura
Então farei os comentários...rs
Obrigada
beijos

angela disse...

Hod
Já me encontro no outono..
Obrigada pela brisa suave
beijos

angela disse...

PCR
Que bom que gostou.
Obrigada pela visita
beijos

angela disse...

Silvan
Também gosto muito de um cafézinho
beijos

angela disse...

Roberta
tem momentos que se apresentam assim tão suaves.
beijos

angela disse...

Sandra
Obrigada pelo carinho.
beijos

angela disse...

Magia
É um dos grandes presentes que elas nos dão, sua sombra fresca num dia de sol.
beijos

angela disse...

Marcos
Como sempre em tudo tem uns mais caprichosos que outros...rs
beijos

Norma Villares disse...

Mulher!
Conserta logo esse computador, sentimos saudades.
Beijinhos

Anônimo disse...

Dona Angela este blog é escrito em portugues ou em grego. Não entendí bulhufas de xícara de café. Será que sou burro?

angela disse...

Sr Anònimo.
Sem querer me comparar a um poeta como Mario Quintana, mas me sevindo de suas palavras: "Quando alguem pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro."
Como sou pessoa educada lhe digo que sou eu.

angela disse...

Norma
Esta meio complicado com a assistencia tecnica.
beijos

Anônimo disse...

Senhora Àngela, grato pela resposta educada. Mas não sou obrigado a entender aquilo que está grafado com letras ou caracteres diferentes do português. PENSEI QUE PELO TAMANHO DO "BURRO" O COICE FOSSE MAIOR.

CPI Brasil (Roy Lacerda/Editor) disse...

Olá Ângela: Parece-me queo Anonimo não gostou mt da resposa que deu. Realmente támeio dificil entender. Abrçs.

lis disse...

Oi Angela ,
Passei pra deixar um abraço e pensava já ter comentado sobre a arte do garçon , tenho certeza que passei por aqui, mas nao encontrei .Bem nao faz mal, fica o abraço e um cafezinho
gostoso de preferencia cheio de charme rrs
abraços, bom domingo

Karina disse...

Genial!!
Deve ter dado dó de tomar e desmachar a imagem!

Muito legal mesmo!

Beijos!

angela disse...

Anônimo.
Não lhe pedi que lesse o que escrevo, nem que entendesse, nem que comentasse.
O burro aqui é delicado e presta atenção no tamnho que tem o ser que receberá seu coice.
Suponho que seja pequeno para temer comentar sem se revelar.

angela disse...

Roy
O que está difícil: a resposta que dei ou o texto que escrevi?
beijos

angela disse...

Lis
Obrigada e sem duvída tudo com charme é melhor.
beijos

angela disse...

Karina
Deu dó sim.
Beijos

Clara disse...

Angela,
Muito obrigada pela visita e comentário. Volte sempre.
Estou substituindo Sarah, apareça.
Um abraço

angela disse...

Clara
Voltarei sim
beijos

Irene Moreira disse...

Angela
Texto cujo título é Árvore
A Imagem de uma xícara de capuccino cujo creme mistura-se a canela e rabisca umas linhas em forma de árvore.
Foi o que consegui visualizar e descrever.
Beijos

angela disse...

Sim, falo dessa árvore que foi desenhada pela delicadeza do garçon.
beijos

Daniel Savio disse...

Um dia simples, mas não menos com magia...

Fique com Deus, menina Angela.
Um abraço.

angela disse...

Daniel Savio
Isso mesmo, um dia simples com um toque de magia
beijo

Anônimo disse...

ho!ho!ho! Ò poetisa! pt tanto rancor? Cuidado com as coronarias. Quanto a revelar-me, vais ficar na vontade. Prepara muita coramina, aquele remedio antigo e que acalmava.