sábado, 17 de julho de 2010

À Roberto Piva



O poeta é um feiticeiro
um xamã que inventou


palavras

Com a mão direita
significa o amor
a vida
A despeito dos anjos de Sodoma

Absorve o pecado
dignifica
a loucura

Com a mão esquerda
fecha o caderno
une as mãos

Transmuta-se em arco-íris

(foto Google)

33 comentários:

Renato Orlandi disse...

Achei digno! Apesar de ser por isso mesmo que eu não faço poesias, é muito poder... hehe, bjuu!

Lara Amaral disse...

Poesia mágica a sua, lindíssima, minha querida!

Beijos.

Hod disse...

Olá Angela
É pular os muros da fronteira da mente.É mágico .

Beijo pra vc.

A Magia da Noite disse...

uma passagem entre estados.

Lídia Borges disse...

Muito bem retratado o poeta, na imagem e nas imagens sugeridas nas palavras.
Realço:
"Absorve o pecado
dignifica
a loucura"

Perfeito!

L.B.

Dalva Maria Ferreira disse...

Absolutamente perfeito! Queria ser eu a autora de algo tão absoluto.

Aqui - Ali - Acolá disse...

O poeta é um feiticeiro
um xamã que inventou

palavras.

-----------------------------------

Poesia significativa da pureza do Poeta.

Mãos que escrevem e acolhem
Mãos que afagam o pensamento
Mãos que deslizam e recolhem
Belos trechos a cada momento

Poeta que vejo em mim
Na mente o meu destino
Ser faminto de palavras
Como o cantar de um Hino..

Belo texto amiga numa excelente foto.

Bjos, boa semana felicidades.

Anne Lieri disse...

Simplesmente comovente e linda sua homenagem!Bjs,

Anne Lieri disse...

Simplesmente comovente e linda sua homenagem!Bjs,

Daniel Costa disse...

Angela

Quem escreve poesia, não só pode inventar, sobre o que lhe vai na alma, mas o que se pode notar no poeota de verdade, é ter o arrojo de o dizer sem receio de parecer ter menos lucidez. Pode ser intrepretado assim Roberto Piva... "Com a mão esquerda fecha-se o caderno".
Beijos

Lau Milesi disse...

Bela homenagem,Angela! O poeta é o provedor do bem-estar da nossa alma. Obrigada!
Um beijo e muitos "bravooooo"!!!!

Hod disse...

Querida Angela,

Amigo é casa, acolhimento,
O Tempo que passa não envelhece as boas lembranças...Isso é memória.

Feliz dia do Amigo!!

Beijo pra ti.

Deia disse...

Oi Angela! Veio-me à mente a imagem de um velho índio, mexendo um caldeirão com poções mágicas, com propriedades de cura dos mais variados males: para o corpo e a alma. Gostei muito do seu poema, amiga xamã! Um beijo, Deia.

Maria José disse...

AMIZADE
Não é receber, é dar.
Não é magoar, é incentivar.
Não é descrer, é crer.
Não é criticar, é apoiar.
Não é ofender, é compreender.
Não é humilhar, é defender.
Não é julgar, é aceitar.
Não é esquecer, é perdoar.
Amizade..
É simplesmente AMAR.
Feliz dia da amizade.

EDER RIBEIRO disse...

Uma bela e justa homenagem. Bjos.

Tertúlias... disse...

Angela querida,
voce me encanta com suas escolhas!
Nao só uma linda homenagem como também um presente para nós, teus leitores! Beijo + Obrigado
Ricardo

angela disse...

Renato
Poder tem a polícia, os políticos, alguns intelectuais e aí tanto faz se escrevem em prosa ou em verso.
beijos

angela disse...

Lara
Obrigada
beijos

angela disse...

Hod
Ele era mágico sim
beijos

angela disse...

Magia
Sim, uma passagem.
beijos

angela disse...

Lidia
Obrigada por comentar.
beijos

angela disse...

Dalva
Assim me deixa prosa.
obrigada
beijos

angela disse...

Aqui-Ali-Ácola
Obrigada amigo
beijos

angela disse...

Anne
Comovida eu estou.
obrigada
beijos

angela disse...

Daniel Costa
Receio de escrever posso lhe garantir que ele não tinha.
beijos amigo

angela disse...

Lau
Eles nos ajudam e muito.
Obrigada
beijos

angela disse...

Hod
Obrigada e um grande abraço amigo

angela disse...

Deia
O xamã era ele
Beijos

angela disse...

Maria José
Obrigada pela lembrança e pelo carinho
beijos

angela disse...

Eder
Obrigada
beijos

angela disse...

Ricardo
Obrigada você é sempre muito gentil.
beijos

Daniel Savio disse...

Poema bonito, mas a vida é dualidade, pois cada face que temos haverá uma face contraria...

Fique com Deus, menina Angela.
Um abraço.

angela disse...

Daniel Savio
E é isso o que a torna tão rica.
beijos