quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Sombra

Lourdes de Castro

Espreito por entre as frestas
no brilho das estrelas
seu vôo tranqüilo
a lua gera sua sombra
corpo imaterial
sem textura
sem cor

ausência

que se desfaz
nas fagulhas luminosas
do carinho .



Domingo estou de volta e visitarei todos.


10 comentários:

Daniel Savio disse...

Então aproveita o tempo fora para descansar =P

Fique com Deus, menina Angela.
Um abraço.

Lara Amaral disse...

As frestas pelas quais o poeta espreita são sempre grandes aberturas para se derramar.

Beijo, flor.

Tertúlias... disse...

Domingo estarei no Rio... e sem acesso a computadores (tres semanas de férias...). Até breve, querida! Pena nao poder ir a Sao Paulo para te ver!

Chica disse...

Te esperamos, com saudades!beijos,chica

Luciano Braz disse...

Super abraço menina.
Saudades de ti!

Luciano Braz

manuel marques disse...

Desculpa também a minha ausência mas continuo viajando.

Beijo.

missosso disse...

não há ausência se vc nos deixa com a poesia (que entornas no chão...)

Liene disse...

Olá Angela...

Que lindas as palavras tuas. A ausência pode nos causar marcas profundas mas em compensação o carinho pode nos trazer de volta a luz!

Um abraço super carinhoso para você!

Nós do Yehi Or! te desejamos um final de semana de muita paz e luz!

Maria José disse...

Angela. Que bom que vai voltar. Sinal de melhora, ou será cura???? Assim espero. Beijos.

Braulio Pereira disse...

alegria... alegria

ter voce sempre


beijos!!