domingo, 2 de janeiro de 2011

Ao Bentinho


Na palavra
não dita
o segredo

O ato, o fato
sugerido
nos Sinais

Crença
do desejo
em sua urgência

A desconfiança
-limbo da alma-
atoleiro
quase imóvel

No desamor
o vazio
a obsessão






29 comentários:

José Doutel Coroado disse...

Cara Angela,
Gostei!!
abs

gabyshiffer disse...

as coisas estão nas entrelinhas...
tb gostei
:)
Vim para lhe desejar uma boa semana...
Beijos na alma!

“O que quer que você possa fazer, ou sonhe que possa, faça-o. Coragem contém genialidade, poder e magia. Comece agora.” (Göethe)

Renato Orlandi disse...

Perfeito... as duas últimas então vou guardar aqui! E como é difícil se livrar dessas coisas........ beijoooos! (ri demais com seu coment rs)

Tertúlias... disse...

isso mesmo!!!! no desamor, o vazio a obsessao... nossa... aqui voce pegou a essencia do desamor perfeitamente!!!!!!! quanto talento!!!!! voce é incrível!!!!!

Lau Milesi disse...

Nossa, Angela, que poder tem esse poema! O desamor e a falta de confiança levam qualquer ser humano ao atoleiro.

Ontem trocávamos ideias no blog sobre Cora Coralina, sobre sua publicações, lembra? Já está na hora de você pensar em reunir seus poemas em um livro. Que tal??? Me ofereço para fazer uma A.I..:) Beijos e bravooooo!!!!!

xunandinha disse...

BOM ANO 2011 ,CHEIO DE INSPIRAÇÃO BEIJÕES , GOSTEI DA IDEIA DO LIVRO, ARRANCA AMIGA

Braulio Pereira disse...

vim desejar-lhe


FELIZ ANO NOVO

por aqui nos vamos encontrar

tudo de bom

beijos!!

Pérola disse...

Parabéns minha flor,poemas de muito bom gosto.
No desamor acontece de tudo, o vazio é gigantesco e só cabe coisa ruim. Nada bom.
Obrigado pela visita minha linda.
Beijokas.

Daniel Savio disse...

E quantas vezes não nos matamos (pois a felicidade é parte de nós) por simplesmente desconfiar...

Fique com Deus, menina Angela.
Um abraço.

Lara Amaral disse...

Perfeito, Angela!
Quem desconfia demais tem sempre esse olhar de soslaio, e um vazio na alma.

Beijo.

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá amiga, como passou de ano?

Vim convida-la a visitar meu Hanukká, estou voltando com uma linda postagem.
http://hanukkalado.blogspot.com

Feliz ano novo, bjinhos.

Para Meditação:

"Agora pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor". I Cor. 13:13

joaquimdocarmo disse...

Ângela
Tanto para ler além das palavras!
Beijinhos e bom ano de 2011

Daniel Costa disse...

Angela

Mais um poema do teu jeito, para ser relido de corrida, com costumo fazer nestes casos.
A ilustração a condizer.
Beijos

Vanessa Souza Moraes disse...

O desamor costuma ser mais forte que o amor.

Tertúlias... disse...

Bentinho sempre me assustou... ele e suas desconfiancas sobre Dona Capituliana... Voltei aqui e entendi mais do teu trabalho... bem, acho... será que estou certo?

Graça Pereira disse...

Um Poema forte que diz tanto por entre as palavras...
Gosto dos teus poemas a pedirem um livro ...já neste ano 2011!
Fico na fila á espera!!
Beijocas
Graça

Chica disse...

Tanto dito em poema curtinho...Lindo! beijos,chica

Davi disse...

um bonito poema, bem formulado, bem feito e maduro. Inspirador!

Pérola disse...

Oi minha flor.
Aquele bolg que tu visitou era o meu antigo,ele foi reformado ontem por uma amiga.
Mas o que realmente esta na ativa é o Pérola 2,vou deixar aquele para a invensão de alguns poemas doidos meus rs.
Muito obrigado pelo carinho da sua visita minha linda.
Beijokas.

Djabal disse...

Gostei da incomunicabilidade entre os seres, o atoleiro da palavra não dita, que carrega a alma, a falta dos abraços e trocas entre as almas, e o resultado é o esperado. A poesia, entretanto, parece dar cor ao final indesejado das gentes. Beijos e meus parabéns.

C Jorge F disse...

Votos de um 2011 tranquilo e bem sucedido, de palavras luminosas e líquidas...

Daniele Barizon disse...

Angela,

Um 2011 excelente para vc, repleto de inspiração!!

Bjs!!

Daniele Barizon disse...

Angela,

Um 2011 excelente para vc, repleto de inspiração!!

Bjs!!

Olavo disse...

A desconfiança gera o desamor..que gera obsessão..que gera..
Beijos

Essência e Palavras disse...

Hummmmm!!!! Perfeito!
Adorei!

Beijo meu!

Feliz 2011!

Sandra Botelho disse...

Tão lindo amiga...Tão bem escrito.
Bjos achocoaltados

Karina disse...

Lembrei do Bentinho do Dom Casmurro. É a ele que você se referiu?

Sem confiança não dá mesmo. É a peça principal pro relacionamento durar.

Beijos!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Imagem super marcante, desconfiança, o limbo da alma.

É impressionante como ela desestabiliza tudo, nem sentimos, nem sabemos, nem queremos.... dá uma estagnação total.

Difícil se livrar dela, né...

JoeFather disse...

A arte é isso: é dizer além daquielo que se imagina!

Parabéns por tão bela inspiração!

Abraços renovados!