sexta-feira, 1 de abril de 2011

Ventura



Em dobras vermelhas

escuras e claras

a flor

aberta

plena

oferece-se

ao pássaro

sem pejo

ou preguiça


19 comentários:

xunandinha disse...

Ao pássaro e às abelhinhas é a Primavera, embora já não seja como antigamente, está sempre inconstante este tempo, beijinhos amiga

Pepi disse...

Viemos retribuir a visitinha,Angela
Um forte abraço de
Verena e Bichinhos

manuel marques disse...

As flores desabrocham para continuar a viver...

Beijo meu.

Lau Milesi disse...

Angela, o poeta Quintana diz que "quem faz um poema abre uma janela".

Você não imagina o que vi através da janela do seu poema: um beija-flor que visita diariamente a minha varanda. Lindo!!!Amei!!! Parabéns!!!
Beijoss

✿ chica disse...

Que maravilha e tu, cada vez mais inspirada!Linda imagem também! beijos,chica

Lara Amaral disse...

Ela sabe a que veio... ;)

Beijo!

Samaryna disse...

Angela, isso tem um nome, harmonia e um significado, amor. Deixo o meu afeto.

José Doutel Coroado disse...

Cara Angela,
Gostei!!
abs

JGCosta disse...

Assim é a natureza, nada pede em troca!

Abraços renovados amiga!

xunandinha disse...

Obrigada amiga, pela sua força, adoro-a, o pudim é bom, mas tenho outro de leite condensado que tenho que ver se já postei,boa semana, beijões

Anne Lieri disse...

Uma entrega plena e bela!Adorei sua poesia!Bjs,

Jorge Luiz disse...

Muito bom o seu blog. Resolvi fazer parte dele. Também possuo um blog e gostaria de te convidar a fazer parte dele, jorge-menteaberta.blogspot.com

Gilmar Morais disse...

Hoje eu estou concordando com a Lau pela segunda vez. Com certeza, o seu poema abre sim, algumas janelas! Permite mais! E aqui homem e mulher, no mútuo pertencimento, celebram o encontro, sem "pejo"! Basta apenas que um ofereça-se ao outro, plenamente!

Muito bom! Demais!

Meu carinho, Angela!

Sandra Botelho disse...

E o passaro
que almeja da flor o nectar,
não se faz de rogado
e suga e
se sacia...
Beijos achocolatados

Lis disse...

Oi Angela
Rebloguei seu poema ( Amarelas)
espero que te agrade
Comemoro o mes de aniversário postando amigos queridos a quem devo ter permanecido .

abraços

Maria José disse...

Lindo poema, Angela. O desabrochar para a vida. Beijos.

A. Reiffer disse...

Simples e belíssimo, comovente em sua simplicidade. Abraços!

Daniel Savio disse...

Mas poucas pessoas agem assim, de forma desprendida...

Sobre os teus comentários:
- Eu tomo cuidado quando faço doações, mas tipo, fiquei bravo com a minha mãe porque ela reclamou da bondade, sabe?
- Mesmo saindo, ainda não estou aproveitando estas férias.
- Hua, kkk, ha, ha, infelizmente, tem dia que o provedor não ajuda.
- Hua, kkk, ha, ha, ainda não achei uma princesa para a minha vida (infelizmente, é raro achar alquém que é mais ligados aos amigos do que qualquer outra coisa)...

Fique com Deus, menina Angela.
Um abraço.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

hum...
não pude deixar de fazer um paralelo com o outro post


tem sempre uma pássaro sedento para uma flor oferecida!!!!