domingo, 25 de setembro de 2011

Elegia a um amigo



Palavras
só restam as palavras
nesse vazio
horrendo

Palavras
so restam as palavras
nessa solidão
imensa

Palavras
só restam as palavras
nessa dor
tamanha

Palavras
só restam as palavras
e me faltam palavras.


17 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Qdo o nó na garganta é apertado, por mais palavras que temos, elas não saem. bjos.

Lau Milesi disse...

Quantas palavras estão/estarão embutidas nas palavras que nos faltam, quantas...! Lindo, seu poema.

Num ambiente calmo, nossos cérebros podem processar 500 palavras ditas por minuto, sabia? Mas o meu, Angela,triplica quando o assunto é escrever...palavras.:)

Um beijo e boa semana, amiga talentosa.

Ivana disse...

Tudo passa até mesmo a solidão e o vazio. Bjo grande

lis disse...

Faço minhas as suas palavras.
Nada mais solitário que ficar sem um amigo , dói ainda .
abraço Angela

✿ chica disse...

Perder um amigo é uma grande dor...Lindo poema! beijos,chica

Aili disse...

As vezes nos falta, exatamente o que nos sombra!

Sábio, bonito!!!
beijos

José Doutel Coroado disse...

Cara Angela,
..."me faltam palavras."
abs

Graça Pereira disse...

...Mas sobra amor!!
Beijo muito carinhoso.
Graça

Odair Ribeiro disse...

Ainda bem que em certos momentos temos e nos faltam palavras. Angela...

Vou mas volto!

xunandinha disse...

Palavras, são só letras juntas que lidas dizem algo, mas também podem simplesmente não dizer nada.

Um amigo não precisa de falar...
...Mesmo ausente estará sempre presente, mesmo que os teus olhos não vejam...

Animo, tu és Vida tens força e as tuas palavras são lindas de se ler de se ouvir de se cantar...bem hajas, beijinhos

Sandra Botelho disse...

Quando a dor é muito grande, nenhuma palavra cabe a tristeza...
Bjos achocolatados

Judite disse...

Bom dia!

Que seu dia seja de paz, de sorrisos e de muitas bênçãos, e que você possa sentir a presença de Deus aonde quer que vá.

“Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”. (I Pedro 5:7)

Deus seja contigo!

Blog Yehi Or!
http://hajalluz.blogspot.com/

Ilaine disse...

Quando o silêncio grita, a dor é ainda maior. E a palavra se esvai vazia, sem poesia.

Abraço forte!

ONG ALERTA disse...

As vezes nos falta tudo...um vazio chega para depois ser preenchido...beijo no seu coraçáo, Lisette.

Legis disse...

Momentos de solidão e introspecção não são tão ruins, quando, depois que passa, vemos o que foi capaz de nos proporcionar.

As vezes, as palavras de que faltam, são as que restam, ou o contrário.
Se é que me entende...

VELOSO disse...

Amiga obrigado pelo apoio lá no Baú fiquei muito feliz já estou conseguindo acertar a rota e conseguindo normalizar as coisas vai sobrar mais tempo também hoje estou aproveitando um dia chuvoso para me aquecer por aqui tudo de bom em tudo e sempre!

Nina Maniçoba Ferraz disse...

Lindo!