segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Poema de Urgência


Que vontade que me dá

agarrar você com todo despudor

encher sua pele de escamas

de tesão

ser sonambula em seus braços

consciência pra que?

hoje eu quero os sentidos

a sensação

a pele

a insensatez

dispenso todo resto

que não tenho precisão.


17 comentários:

✿ chica disse...

Lindo, cheio de sentimentos explodindo!!! Adorei! beijos,chica

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, ÂNGELA. UM POEMA REPLETO DE SENSUALIDADE E VONTADE. REALMENTE, VOCÊ NÃO PRECISA DE MAIS NADA, A NÃO SER SE ENTREGAR SEM PUDOR AO SEU AMADO.
UM BEIJO GRANDE, E FIQUE COM DEUS!

José Doutel Coroado disse...

Cara Angela,
Belo! Forte!
abs

Sônia Silvino disse...

À flor da pele!!!!
Beijos, amada!

EDER RIBEIRO disse...

Somos humanos, porém, em nós, aflora de vez em qdo a fera. Bjos.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

As vezes
o que mais buscamos,
é um amor,
que nos tire de nós,
e nos devolva a vida...

Que os sonhos
lhe inundem a alma.

As Tertulías disse...

Que beleza!!!!!!!!!!!!!

Ivana disse...

Angela
Voltou cheia de vida, que seus desejos se realizem, bjo grande!

xunandinha disse...

tudo de bom para ti amiga, beijocas

Aili disse...

Como tudo que você faz não tenho muitas palavras, na verdade sempre fico de boca aberta rs leio e releio cada um deles!

Beijos :)

Essência e Palavras disse...

A conciencia da precisão... Lindo demais a sua "urgencia".

Adorei, Beijo e bom final de semana!

Lau Milesi disse...

Um TESOURO de poema!!!!
Como você é boa nas urgências,amiga. :)

Sensualíssimo,Angela. Parabéns!!!!!

Um beijo.

ju rigoni disse...

Não é fácil domar essa "fera" que nos habita... Belo, Angela!

Estou de volta à rede. Devagarzinho, vou visitando os amigos e matando a saudade. Bjs, querida, um bom fim de semana. Inté!

Vieira Calado disse...

Faz tempo que aqui não passava.

Mas é sempre com muito gosto que o faço.

Beijinho para si.

Sandra Botelho disse...

Eu nem preciso dizer o quanto amei isso neh?
Caliente, como gosto.
Bjos achocolatados

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Olá Angela
Belíssima poesia.
Tinha certeza que havia deixado comentário aqui.
Lembro-me que havia dito que feliz é que pode dar-se ao que a vida proporciona.
Com certeza, faz bem, deixar fluir e viver intensamente as emoções. Abastecer-se delas.
Beijos

Graça Pereira disse...

ADOREI! Não é que eu sinto o mesmo???
Beijo.
Graça