sábado, 14 de abril de 2012

Palinódia


quem diz que sereia é mulher

conta uma história

cria uma lenda

nuvem de fumaça

a esconder a verdade

num despiste genial

homem gosta de mulher calada

homem é quem dá cantada

mulher é quem cai na conversa

e se alguém ainda diz que sereia é

mulher

não ouviu o som da sua voz

nem viu o sorriso seu.


18 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Os rotulos são criados para justificar os esterotipos. Dias desses, numa sala de espera da pediatra do meu filho, uma criança chorou por ter batido a cabeça na quina da mesa, a mãe, ao invés de acalantar, disse: "para, homem não chora". Angela, sabe o absurdo de tudo isso, a criança tinha um ano. Bjos.

Aili disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Doutel Coroado disse...

Cara Angela,
Bela palinódia! Pena não ter pegado o que deu origem à retratação...
abs

lis disse...

Voce está ficando cada dia mais erudita Angela
Palinódia ,que chic isso...
rs
o que sei é que vim abraçá-la bem forte e cheinha de saudade /sem necessidade de retratação rs

SONINHA disse...

Os poetas me encantam, pois observam, sentem e expressam ideias que nós, meros mortais, jamais conseguimos.
Lindo, amiga!
Beijos!

Lau Milesi disse...

Bonito, Angela,mas fui pegar um dicionário pra te ler.:) Eu conheço a lendas das sereias que diz que elas são mulheres metade humano e metade peixe, com caudas, que nadam pelos oceanos,e cantam maravilhosamente bem, e assim enfeitiçam os marujos, levando-os para o fundo do mar.
Beijos e parabéns!!!

✿ chica disse...

Puxa, estás te superando a cada dia!!!Lindo! beijos,ótimo dia!chica

Dalva M. Ferreira disse...

Muito bom mesmo! Invejinha...

Graça Pereira disse...

Um poema que muita gente registaria para um programa de emagrecer: Queres ser igual a uma sereia?
Será que todas quereriam?
Um poema de encantar!
Beijo e boa semana.
Graça

As Tertulías disse...

Gostei... pois nao é só de "encantar" como também - para mim - cheio de humor... Angela, querida, saudades!!!

Fatima Cristina disse...

Angela,

A lenda das sereias faz das mulheres verdadeiras heroínas, porém sonhadoras e amáveis, ao contrário do esteriótipo de executivas masculinizadas.

Adorei o seu texto e a imagem me estonteou!

Beijos!

xunandinha disse...

Olá amiga, passei para ver como estás e deixar aqui um pouco da ternura e carinho que tenho por ti, beijinhos

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Ângela. Um poema muito bonito, feminino e encantador.
Um beijo na alma, e fique com Deus!

Tais Luso disse...

Crescemos ouvindo a lenda das sereias... Quanto mistério! Mas encantavam as suas histórias: metade peixe, metade mulher.
Belo poema, Angela!

Beijos!
Tais

xunandinha disse...

Olá amiga passei para dizer que tenho um post com a minha Joaninha a tocar,beijocas

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Angela. Venho te convidar a comer uma fatia de bolo em virtude do aniversário de 01 ano de vida do "REDESCOBRINDO A ALMA", exatamente dia 28.
Um beijo na alma, e fique na paz!

Dalva M. Ferreira disse...

De mestre, Angela.

eliana brandi disse...

Oi amiga, adorei seu poema e a imagem, sereia pode ser um ser feminino com muita garra masculina,seduzindo o imaginário de todos, nos levando para um mundo de fantasia. Eu adoro sonhar..... bjoca